30 abril, 2010

Visita dos utentes do Lar de Vale de Figueira à Expo 25 de Abril

No dia 30 de Abril, os nossos amigos, utentes do Lar de Vale de Figueira, visitaram a Expo. 25 de Abril, a decorrer no átrio da EB Elias Garcia e na Biblioteca.
A conversa foi muito animada. Todos relembraram o dia 25 de Abril de 1974. Antes da despedida,  ficou agendada uma visita à Assembleia da República, para alunos e idosos.





27 abril, 2010

Projecto Saberes e Sabores organiza karaoke

                                                                Ver mais fotos AQUI

23 abril, 2010

25 de Abril

A equipa da BE-CRE convida todos os interessados a visitar a Exposição sobre o 25 de Abril com documentação gentilmente cedida pela Associação 25 de Abril e pelo Centro de Documentação da Associação 25 de Abril da Universidade de Coimbra, a decorrer no átrio da Escola e na Biblioteca da EB Elias Garcia na Sobreda, de 23 a 30 de Abril.




22 abril, 2010

23 de Abril, Dia Mundial do Livro

"O Dia Mundial do Livro é comemorado, desde 1996 e por decisão da UNESCO, a 23 de Abril. Trata-se de uma data simbólica para a literatura, já que, segundo os vários calendários, neste dia faleceram importantes escritores como Cervantes e Shakespeare.
A ideia da comemoração teve origem na Catalunha: a 23 de Abril, dia de São Jorge, uma rosa é oferecida a quem comprar um livro. Mais recentemente, a troca de uma rosa por um livro tornou-se uma tradição em vários países do mundo.
O cartaz que assinala esta efeméride é da autoria do ilustrador José Manuel Saraiva. A Rede Nacional de Bibliotecas Públicas, o Plano Nacional de Leitura, o Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares, a Associação Portuguesa de Editores e Livreiros, o Instituto Franco-Português e o Goethe Institut associaram-se ao cartaz do Dia Mundial do Livro."
http://rcbp.dglb.pt/

19 abril, 2010

12 abril, 2010

SIDÓNIO PAIS , 4º PRESIDENTE DA REPÚBLICA

Sidónio Bernardino Cardoso da Silva Pais nasceu em Caminha a 1 de Maio de 1872 e morreu em Lisboa a 14 de Dezembro de 1918.
Em 1895 casou com Maria dos Prazeres Martins Bess, de quem teve 5 filhos. Bernardo da Costa Sasseti Pais, reconhecido pianista português, é um dos seus bisnetos.
Sidónio Pais foi militar e político, exercendo vários cargos, como Ministro do Fomento, Ministro das Finanças, Embaixador de Portugal em Berlim e Presidente da República, pelo qual ficou conhecido.
Estudou em Viana do Castelo e depois em Coimbra. Destinado à careira militar, entrou em 1888 para a Escola do Exército, acabando com distinção o curso e chegando a major em 1916. Em Coimbra dedicou-se às ideias Republicanas e foi nomeado vice-reitor, na altura em que era reitor Manuel de Arriaga.
Foi eleito deputado à Assembleia Nacional Constituinte e nomeado Embaixador de Portugal, em Berlim, a 17 de Agosto de 1912, numa altura complicada e de grandes tensões internacionais que levaram à 1ª Guerra Mundial. Ficou neste cargo até 1916 quando a Alemanha declarou guerra a Portugal. Regressa então a Portugal, tornando-se o principal líder da contestação ao Governo do Partido Democrático Republicano.
Um Golpe de Estado, a 5 de Dezembro de 1917, faz cair o governo de Afonso Costa e os revoltosos assumem o poder transferido para a Junta Revolucionária presidida por Sidónio Pais.
A 11 de Dezembro de 1917, Sidónio Pais toma posse como Presidente do Ministério, acumulando os cargos de Ministro da Guerra e Ministro dos Negócios Estrangeiros. Começa por fazer decretos sem consultar o Congresso e altera a lei da separação entre Igreja e Estado, com o apoio dos católicos e da população rural.
A partir de 27 de Dezembro de 1917, Sidónio Pais passa a exercer funções de Presidente da República, sendo eleito para esse mesmo cargo, por sufrágio directo, a 9 de Maio de 1918.
Durante todo o seu governo houve várias contestações, havendo várias greves e manifestações.
O regime Sidonista (nome dado à sua maneira de governar) vai começando a fracassar, havendo situações de grande gravidade e violência, o que leva a decretar o estado de sítio, a 13 de Outubro.
Sidónio Pais sofre um 1º atentado no qual nada lhe acontece, mas a 14 de Dezembro, na estação do Rossio, é morto a tiro por José Júlio da Costa militante republicano. O assassinato do Presidente marcou profundamente o destino da 1ª República, instalando-se uma crise durante cerca de oito anos.
Sidónio Pais alterou e suspendeu várias normas da Constituição Portuguesa de 1911 e por isso é considerado por muitos um ditador . Conhecido como Presidente-Rei, Sidónio Pais é um misto de salvador e de mártir, sendo uma figura marcante do nosso sistema político. A sua imagem de mártir, levou ao culto popular como o que existe em torno de Sousa Martins e que fez dele um santo. Ainda hoje é comum colocarem flores junto ao seu túmulo.
                                                                     Afonso Récio, nº 2, 6ºC
                                                                     Lucas Perdiz, nº 19, 6ºC
Responde às 3 perguntas que se seguem, no espaço "comentários" ou numa ficha na tua BECRE. No final do ano, haverá prémios para as melhores respostas.
PERGUNTAS:
1ª- Durante quanto tempo Sidónio Pais exerceu o cargo de Presidente da República?
2ª- Como ficou conhecido Sidónio Pais enquanto Presidente da República?
3ª- Como e onde morreu Sidónio Pais?